Diabético precisa de Cardiologista?

Uma dúvida frequente entre os pacientes portadores de Diabetes Melitos é se devem acompanhar sua doença apenas com um Endocrinologista ou se devem procurar também um Cardiologista.


Cerca de 68% dos pacientes diabéticos com mais de 65 anos morrem de doença cardíaca, sendo a maior parte por doença coronariana (entupimento das artérias do coração, causando infarto do coração), seguida de Insuficiência Cardíaca. O Diabetes é considerado fator de risco cardiovascular independente, elevando em 2 a 4 vezes, tanto em homens como em mulheres, a probabilidade de doença coronariana.


Mas como o Diabetes se relaciona com as doenças do coração? Um dos principais mecanismos de danos ao coração consiste na lesão do endotélio (camada interna dos vasos sanguíneos) causada pelos níveis elevados de açúcar na corrente sanguínea. Nossos vasos sanguíneos carregam partículas de colesterol e, com o dano na parede do vaso, as partículas de colesterol LDL podem entrar no local onde houve a erosão do vaso, se acumulando e formando as famosas placas de gordura. As partículas de colesterol LDL que se depositam com maior facilidade são as pequenas e densas, e são justamente essas que são formadas em maior quantidade nos pacientes com Diabetes, compondo assim o cenário ideal para a ocorrência das doenças cardiovasculares.


Essas lesões podem ocorrer em vasos sanguíneos de qualquer lugar do corpo, levando ao entupimento progressivo com diversas complicações. Quando ocorrem nos vasos do coração, predispõem a ocorrência de Infarto Agudo do Miocárdio. Se ocorrerem nos vasos que irrigam o cérebro (como as artérias carótidas e vertebrais), podem levar ao AVC isquêmico. Quando ocorrem nos vasos renais, podem levar à Insuficiência Renal. Nos vasos da perna, podem levar à necessidade de amputação da perna. Nos vasos da retina, podem levar à cegueira, decorrente da Retinopatia Diabética.


A boa notícia é que estratégias como controle de peso, atividade física e orientação dietética intensivas têm sido demonstradas como as melhores maneiras disponíveis para reduzir o risco de um paciente com pré- Diabetes desenvolver o Diabetes, reduzindo também significativamente a morbimortalidade cardiovascular em pacientes com diagnóstico de diabetes já estabelecido.


Sendo assim, o Diabetes deve ser encarado como uma doença sistêmica, com alto risco de comprometimento cardiovascular, devendo sim ser acompanhado por uma equipe multidisciplinar, que deve englobar um Endocrinologista, Cardiologista, Oftalmologista, Nutricionista.


A mudança no estilo de vida deve ser levada a sério, sendo fundamental na prevenção e controle da doença, permitindo que o paciente viva com qualidade.


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

©2020 por Dra Thayanna Radiche. Orgulhosamente criado com Wix.com